Melhor definição... Vem Comigo...!



"Gabriela
(Gabi, Gabinha, Gabizinha...)

É quem vai te entregar o abraço mais casa
que você vai receber.
é quem aquece o teu coração quando você sente frio.
é quem vai te defender do caos do mundo,
que estará assumindo suas dores como se fossem dela.
é a calmaria do mar, a dureza de uma rocha, e a beleza de uma flor.
não ache que ela é do tipo que ama na segunda,
e terça tanto faz.
é intensa, sorridente, parceira,
é quem te arrancará um sorriso mesmo quando você fica 'emburrado',
quem vai sentar no meio do asfalto e vai tomar vinho com você,
que vai dançar funk mesmo se não tiver música.
ela ama café, e ama pessoas que até no café colocam alma.
é de nome forte, assim como seu eu interior.
sabe que até na dor nasce flor.
é quem vai sentir o que você sentir, ela sabe da reciprocidade.
não desanima só porque alguém não soube do amor recíproco,
não chora só porque alguém pisou no seu pé,
não perde a fé só porque alguém desistiu na primeira dificuldade.
tem o coração blindado e uma 'alma de pipa avoada'.
"é quem vai tentar mais uma vez,
é que vai atrás e não vai ter medo"
é quem o sol ama tocar a pele, que ama a simplicidade de certas coisas,
"é quem, apesar do desgaste, não 'desgostou'."
é quem voa mas nunca se esquece de como é ter os pés no chão,
pois se acaso precisar aterrizar, não irá cair.
é quem, apesar das dificuldades, mantém o sorriso no rosto.
é quem sabe que pra a(mar), precisa permitir-se ser oceano,
para nunca ser raso de sentimentos.
é quem tem os olhos cor de outono,
quando o sol faz a copa da árvore cor de ouro.
os olhos dela lembram as flores mais bela,
daquele jardim mais pleno, e que te fará desabrochar
este sorriso tão sereno.

Gabriela,
é o elo mais forte entre o abraço e o seu coração.
não é nó, é laço.
nó aperta, laço é delicado, dado com sutileza e firmeza ao mesmo tempo.
daquele abraço, ela fez um laço, guardou no peito sem nenhum descaso."


- Rodolfo Cezar
Via Depósito de clichê.

"... E o verbo era: Saber viver."



É muito tênue a linha que separa o “não se importar” com o “não absorver”. O “ser alienado” com o “ser seletivo”. A vida adulta traz coisas lindas, diferentes sensações e novas alegrias, mas junto com ela vêm à tona alguns sentimentos nem tão bons assim. As coisas têm um peso diferente e a lucidez faz com que os medos se alojem com mais facilidade. A máscara da inocência que tapava os olhos cai e a gente percebe que o buraco é mais embaixo e que é preciso cuidado para não cair nele. Ouvir e não guardar, saber e não carregar, sentir e não absorver. Vejo hoje que um dos grandes desafios do cotidiano é presenciar os fatos sem trazê-los pra rotina. Sem sair por aí atraindo como um imã tudo que acontece de ruim. Percebo o quão importante é filtrar, abandonar o que não é possível digerir e deixar só aquilo que for puro. 
Às vezes deixar pra lá é conservar o que há de bom aqui. 

Beijos, felizes e cheios de saudade desse meu cantinho!

Everyday is a new day...

Sim, como diz a música, '...Everyday is a new day
I'm thankful for every breath I take...' (P.O.D. - Alive), sigo nesse astral de gratidão e contemplação.


Nova fase, novos caminhos, novas alegrias... Rubem Alves descreve bem o meu estado de espirito agora, compartilho com vocês, pessoas lindas que fazem parte desse meu mundinho:

"Lutam melhor aqueles que têm sonhos belos. Somente aqueles que contemplam a beleza são capazes de endurecer sem nunca perder a ternura. Guerreiros ternos. Guerreiros que lêem poesias. Guerreiros que brincam como criança."

- Rubem Alves.


Que vivamos sempre assim, nesse eterno estado de contemplação!

Beijos cheios de boas energias.