Alimentando o espirito...

Tarefas cumpridas, um dia pouco exigente pela frente... Tantos verbos me retém agora... Navegar, ler, mimar, divagar, constatar, suspirar, agradecer, contar, esperar... 
Postei um trecho de Antoine de Saint-Exupéry no blog "Todas as Marias em nós..." e segui lendo, até que veio esse trecho abaixo, tão suave e tão cheio de certezas e afirmações sinceras, coisas que só o tempo te permitem ler, assimilar, compreender e acima de tudo, usufruir. 

"Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo..."

(Antoine de Saint-Exupéry)

0 comentários :

Postar um comentário